Desenho realista: o que é e como fazer?

9

Desenho realista: o que é e como fazer?

Você já deve saber que, quando tratamos de arte, existem diversas técnicas e correntes que são adotadas pelos artistas de tempos em tempos. Algumas se referem aos temas tratados, outras ao material e também existem aquelas relacionadas aos efeitos obtidos. O desenho realista se enquadra em algumas destas características. 

O desenho realista, como o próprio nome indica, se aproxima muito das feições humanas ou dos traçados de arquitetura ou natureza, muitas vezes se assemelhando a uma fotografia. Existem cursos próprios para aprender muitas das técnicas utilizadas para esse estilo de desenho, mas muitas pessoas conseguem aprender sozinhas praticando muito e seguindo tutoriais.

Neste artigo, vamos apresentar o desenho realista e as principais coisas que você deve conhecer e considerar para praticá-lo. Continue lendo e confira!

Observação

Para fazer um desenho realista, a primeira prática e necessidade é fazer a observação atenta. É claro que essa não é a única etapa, mas é importante e deve ser treinada como todos os outros aspectos dos seus desenhos. O desenho realista pode tratar de qualquer tema, mas é muito utilizado para retratos – e podem chegar a um nível de reprodução tão fiel quanto a uma fotografia. 

Você deve observar as fotos de referência com atenção para detalhes como textura, contornos, a luz e a sombra. Ter noção das proporções também é importante. Existem diferentes exercícios para treinar esta noção, assim como os traçados e outras ações necessária para o seu desenho. E aqui, entra também a principal dica que queremos passar: treine. 

Pratique sempre, tanto o realismo como outros diversos estilos. Comece por partes pequenas e então vá evoluindo para composições completas. Não cobre a perfeição logo de início, isso pode atrapalhar o seu desenvolvimento nas técnicas.

Sombreamento

Este será o seu maior aliado para fazer desenhos realistas, já que eles não trazem contorno definidos como na maioria das formas de ilustração. As áreas iluminadas estarão mais claras, o que geralmente é obtido deixando o papel limpo ou com diferentes tipos de borrachas, a exemplo do limpa-tipos. Já as áreas sombreadas e também os detalhes escuros (olhos, pelos, etc) serão trabalhadas com o grafite – isto caso você não esteja trabalhando com cores. O sombreamento trará volume e dimensão para o desenho realista.

Com o grafite, que é o que estamos tratando aqui, você vai poder “esfumar” o pigmento e distribuí-lo de forma mais intensa e concentrada ou mais clara e difusa.

Materiais para o desenho realista

Você vai precisar de um bom papel como base, e então os lápis com grafites com gradações variadas (principalmente 2B, 4B e 6B). Se quiser fazer trabalhos coloridos, é possível sim usar os lápis coloridos e ainda a aquarela e as tintas guache. Existem trabalhos que utilizam também só o nanquim ou outra tinta preta diluível. Comece com o básico: lápis com grafite e borrachas já cumprem o necessário.

O desenho realista, como já apontamos em algumas passagens deste texto, utiliza materiais básicos, como os lápis, borrachas e o esfuminho. Confira também o que você deve incluir no seu material para desenho, e conte com a Papelaria Universitária para encontrar mais conteúdos de estudo e também os melhores produtos para acrescentar aos seus trabalhos.

Deixe um comentário