Como montar um kit de desenho completo

5

Como montar um kit de desenho completo

O desenho pode ser um hobby ou um trabalho profissional. Esse tipo de expressão artística é estimulado desde muito cedo, e muitas pessoas pegam gosto pela ilustração e a adotam para sua vida. Ainda nos casos profissionais, que geralmente envolvem o desenho técnico, ter precisão e a boa utilização de proporções e escalas é essencial para entregar trabalhos eficientes. 

Quem utiliza ou trabalha com essa expressão pode ter interesse em montar um kit de desenho. Este kit é útil por agregar diversos itens, materiais e instrumentos que dão apoio à prática. Entre o desenho artístico e o desenho técnico, podem haver algumas diferenças na composição do kit, mas isso geralmente é explicitado nos conjuntos prontos que são vendidos em papelarias e lojas especializadas.

Também é possível montar o seu próprio kit de desenho, assim você personaliza também a quantidade dos itens que estarão inclusos. A seguir, vamos deixar algumas dicas para quem quer montar seu kit para desenhos. Anote!

Considere seu objetivo

Este primeiro ponto está muito ligado ao que já descrevemos acima. Em um aspecto mais amplo, existem os kits para desenho artístico e para desenho técnico, cada qual com um conjunto de materiais próprios para suas especificidades. Ao montar o seu kit de desenho completo, ele pode ser personalizado para as suas preferências e os seus objetivos, já que é possível sim trabalhar com técnicas e objetivos variados. Neste primeiro momento, considere também o tamanho que este kit deve ter e onde ele vai ficar armazenado ou como será transportado.

Liste o material básico

Antes de comprar, se organize listando tudo o que o seu kit deve incluir. Considere, por exemplo:

  • Lápis, lapiseiras e grafite;
  • Réguas, esquadros e escalímetro;
  • Borrachas;
  • Esfuminho;
  • Pincéis;
  • Lápis de cor e tintas;
  • Papel;
  • Apontadores;
  • Pasta;
  • Estojo.

Entre outras tantas opções, mas tudo sempre variando com o seu objetivo. Para o desenho artístico, por exemplo, esquadros e réguas podem não fazer tanto sentido.

Quantidade vs Qualidade

O seu kit de desenho também deve considerar a quantidade de alguns itens. Um único lápis não é o suficiente, já que o desenho pode exigir mais variedade nas gradações do grafite. Ter opções de papéis também é interessante, seja em tamanho, cor ou textura. Mas o seu kit deve ser enxuto, justamente para facilitar o seu trabalho. Não exagere nas quantidades, já que você também pode comprar aos poucos e repor o que mais utiliza. Antes de comprar em grandes quantidades, avalie a qualidade dos materiais.

E quando falamos em qualidade dos materiais, temos que considerar as marcas que iremos comprar. Em todo mercado, e para todos os produtos que você possa querer incluir no seu kit de desenho, existem fabricantes que tem maior experiência e também qualidade em seus processos e produtos. Na qualidade, é essencial avaliar custo-benefício, já que o kit não pode estourar o seu orçamento, e ainda a durabilidade dos materiais. Sempre indispensáveis, saiba mais sobre como escolher as melhores marcas de lápis.

Deixe um comentário